Momento de Reprise

Dedicado: Katze

Música - Nicole Scherzinger – Just Say Yes


"… O vento passa delicadamente por min, fazendo-me carícias enquanto seguro a minha rosa... Obrigado vento..."


"Por que estou sozinho aqui... olhando para essa linda flor.... que me olha com pétalas carinhosas, e me conforta..." – pensa um jovem garoto, bonito de olhos claros e cabelos louros em tom mais escuro que sentado sob a grama verde e encostado no tronco de uma grande arvore que lhe faz sombra.

"Quero alguém... que me ame... quero alguém que eu possa amar sempre..." – Deseja ele para si, sem saber que é observado, e estava sendo ouvido.

Alguém que diga sim para mim... – pensa ele em voz alta.

Ele se levanta, o vento passa por ele, pelo seu corpo, mexendo levemente o seu cabelo liso e não muito grande. O jovem garoto abre um leve sorriso.

Ele começa a andar pela grama baixa, sob o sol que não estava muito forte.

Caminhava com calma, respirando fundo, lembrando e relembrando, de memórias boas e ruins.

"Por que eu estou só... Por que estou assim.... tão triste...?" - Parava e pensava.

Quero... Ser feliz também... – diz o garoto em voz alta, segurando firme a rosa.

***

Após alguns momentos andando, chega a um rio que corre tranquilo, e se vê nas águas, com a rosa em sua mão.

Já que é assim.... – diz o jovem garoto suspirando.

Ele pega a rosa e a deita sobre as águas do riacho.

- Adeus... – diz o garoto – Vou seguir... e achar alguém que goste de mim... mais do que você gostou... e mais verdadeiramente do que você falou... – diz ele para a rosa e o vento.

O vento passa forte, levando as palavras tristes embora, e o rio, a lembrança que tanto o machucava.

O garoto, parado na margem, molha seu rosto com a água e se levanta, com um leve sorriso, agora não muito triste e mais calmo.

Vamos continuar... – diz o garoto – Com certeza alguém me espera, seja aqui... ou longe daqui – conclui o garoto, tentando se animar, se esticando com o sol, e sentindo o vento fazer cocegas em sua barriga.


Obrigado... Por estarem aqui – agradece o garoto – "E sim, eu vou ficar bem" – pensa ele, voltando a andar, em direção ao lugar onde encontre o que procura.

- Chega de olhar para trás... - Finalizava ele se distanciando em suas rápidas passadas até não ser possível vê-lo.
Reações: