Uma Tarde de Inverno em Plena Primavera

“... Todos julgam o inverno de forma tão errada, tão injusta, tão comum. O inverno é mais do que um momento frio na natureza, é um momento onde sinto o calor da felicidade me queimar, pelo menos, dentro de min”.



São Paulo, Capital.

Final de tarde, de uma quinta-feira comum.

“Querida família, estou em São Paulo faz dois anos. Dois longos anos.

Venho trabalhando muito, como prometido. Acordo e tomo banho, me troco e saio de casa para trabalhar. 

Passo o dia fora de casa, indo de um lado para o outro, a serviço da empresa. Algumas vezes chego a ficar o dia todo fora da empresa, preso em apenas um único lugar, resolvendo algum problema aleatório que apenas eu posso resolver. Isso me alegra muito. Saber que em dois anos, cresci muito aqui dentro e espero sempre continuar assim.

No final da tarde, sempre saio do trabalho, e o mais rápido possível, corro para a faculdade que fica um pouco longe de onde trabalho. Sempre chego um tempo antes.

Risos.

Então consigo tempo para relaxar alguns minutos no refeitório da faculdade. Sempre chego no momento do crepúsculo do dia. Mas hoje em especial. Estava muito mais belo do que o comum. Penso eu, ter sido por causa dos últimos cinco dias de chuva que teve aqui.

Ontem mesmo, Quarta-feira, não fez sol, e estava chovendo e garoando muito. Enquanto eu estava no trem de São Paulo, que é bem diferente do trem da nossa terra, eu pude ver claramente algumas cenas lindas que, desde que eu sai de nossa bela terra, não via mais. Vi alguns seres da chuva e da água brincando sobre um dos rios poluído que esta cidade, infelizmente, tem. Foi um momento de conforto pra min.

Lembrar do tempo que via cenas assim todos os dias em nossa casa.

Mas voltando ao crepúsculo.

Só para vocês terem uma ideia. O céu estava muito encoberto por nuvens, cinzas e brancas, quase não se via mais o azul do céu. E ainda assim, o sol teimou em aparecer até o final. Risos novamente.

Como resultado de sua teimosia. Ele conseguiu aparecer entre todas as nuvens. E mesmo durante o vento frio, e as nuvens escuras que me fizeram lembra muito os invernos que não se tem aqui neste lugar, ao sentir o seu calor, me senti feliz e confortável nesta primavera. E mesmo que aqui, ainda fosse inverno, eu sentiria a mesma coisa.

Isso porque aqui neste local, nada é apenas um, tudo aqui ainda é um pouco de um, fazendo ser o tudo mais lindo que eu já vi, em dois anos de vida aqui”.

Meu nome... Ninguém precisa saber.

Apenas saibam o quão linda é, a natureza que os rodeia neste lugar lindo e maravilhoso, que vocês moram.
Reações: